Disney com Crianças – Magic Kingdom – Parte 1

Sempre que me perguntam por qual parque começar, eu sem nem pensar respondo: Magic Kingdom!

É uma escolha pessoal, mas eu acho que é a mais acertada. Quando você passa pelo tunelzinho de entrada e se depara com o inicio da Main Street , já sobe um friozinho na barriga. Daí você dá alguns passos e quando pisa naquela rua, e olha pro Castelo da Cinderela, olha, nem sei te descrever.
É um misto de sensações! Você arrepia dos pés à cabeça e duvido não marejar os olhos…(bom, pelo menos é o que acontece comido cada vez que piso meus pezinhos ali!)
É realmente uma sensação de entrar no mundo da Magia, de voltar a ser crianças, um sentimento gostoso como se todos os problemas do mundo não pudesse atingir aquele lugar!
Você pode começar por outro parque se quiser, se a programação estiver perfeita começando por outro… mas…se der pra começar por aqui…te digo que é um ótimo começo de viagem!
E é esse que escolhi para ser o primeiro parque a falar. Os posts sobre os parques serão com minha opinião pessoal e dicas pessoais também de cada parque!
Vou ter que dividir o MAGIC KINGDOM em 2 posts, porque ele ficou enorme, cheio de dicas, e duvido que alguém leria até final se ficasse inteiro!rs

Antes de começar a falar do parque em si, quero explicar sobre duas nomenclaturas que vão aparecer aqui e em todos os posts sobre parques, então acho melhor já explicar, do que ficar explicando sempre que aparecer:

FAST PASS: é um passe para uma fila mais rápida, oferecido pela Disney gratuitamente. Você tem direito a agendar 3 fast pass por dia com antecedência pelo site da Disney ou pelo aplicativo My Disney Experience. O agendamento do FAST PASS pode ser feito com 30 dias de antecedência da data de utilização. Quem for hóspede da Disney pode fazer com 60 dias de antecedência. Depois de usar todos os FAST PASS agendados, você pode ir agendando novos já no parque, pelo Aplicativo.

RIDER SWITCH: algumas atrações oferecem “rider switch” para quem tem criança no grupo que não pode entrar na atração. É preciso ir junto com a criança até a entrada da atração, daí o adulto que entrar ganha um “crachá” que deve ser trocado lá dentro da atração por um papelzinho que dá direto ao outro adulto de ir na atração sem pegar fila, entrando pela fila do fast pass. O bacana é que a pessoa que ficou de fora pode levar mais um com ela, não precisa ir na atração sozinho. Quando você está em 1 casal e criança pequena não faz muita diferença, mas no nosso caso, Pedro acaba repetindo as atrações junto com quem ficou fora. (na universal esse recurso chama CHILD SWAP e é um pouquinho diferente, vou explicar nos posts na Universal, mas só queria dizer que se vc chegar na Disney e falar Child Swap eles entendem tbem!)

Esse é um excelente parque para as crianças pequenas. Se você não for conseguir fazer todos os parques, esse TEM QUE ESTAR NA SUA LISTA.
O Magic Kingdom é um parque muito grande, por isso, sempre que dá, é bom fazê-lo em dois dias. (ainda assim te digo, você vai pular algumas atrações!)

Para chegar a este parque você vai precisar estacionar o carro no estacionamento e então pegar o Monorail ou o Ferry Boat para chegar até o parque. Monorail é uma espécie de “metrô”, e o Ferry Boat um barco (grande). Então aqui vai uma dica: Vá de Monorail e volte de Ferry Boat. As filas de volta do Ferry Boat costumam ser mais rápidas. ( se ao sair não houver fila, escolha o que preferir!)
Ah, outra dica: Fotografe o local onde parou o carro, sempre tem uma nomenclatura da fileira, um personagem… na saída você está tão cansado que é capaz de esquecer onde deixou o veículo!

Importante: ao chegar ao parque, não esqueça de pegar um mapa (disponível em português) e um Time Guide, um folheto onde tem os horários de shows, paradas e encontros com personagens do dia.

Para chegar no Baby Care Center , espaço para a família com trocador, pia, banheiro família, microondas, etc. siga até final da Main Street, vire a esquerda, ele está localizado entre o Casey´s Corner e o The Christal Palace.( Eu usei uma vez, porque estava bem em frente, todas as outras troquei Enrico nos trocadores dos banheiros femininos). Mas ele é excelente para quem tem bebê pequeno, inclusive oferece ( para comprar) produtos de higiene, alimentação, etc).

Esteja na porta do parque 15 minutos antes da abertura. Por exemplo se nesse dia o parque abre as 9h00, as 8h45 eles já deixam entrar, e nesses 15 minutinhos você pode usar para tirar fotos, etc. Parece besteira , mas o tempo ali vale ouro!

Nós usamos nossos minutos pré abertura para entrar na fila de fotos com o Mickey, apesar de termos esperado esses 15 minutos para começar, a fila em si quando abriu levou mais 15. Quem chegou as 9h05 na fila esperou 55minutos.
Então essa é mais uma dica: ao entrar, dirija-se à direita para o Town Square Theater para tirar fotos com o Mickey e se quiser, a Tinker Bell (nós tiramos com o Mickey só e pulamos a fadinha!). Fazendo isso, você não precisa gastar um Fast Pass com a foto. ( altamente recomendado se você fizer questão de foto com o Mickey e não for chegar cedo!)

família toda com o Dono da Parada! <3

E esse beijinho? não tem preço!

Saindo das fotos, você passará pela Main Street, a rua principal,e eu sei que a tentação de parar por ali, entrar nas lojinhas e ficar só admirando é grande, é muita coisa pra ver. Mas se você estiver com crianças, você PRECISA OTIMIZAR seu tempo! Então mais um dica: Segure a ansiedade , acelere o passo, e passe batido pela Mains Sreet, vá direto às atrações da Land que você escolher e volte a tarde na hora do sol forte, para aproveitar as lojinhas e o ar condicionado, ou deixe para a noite, antes do show de encerramento!

Dica de alimentação: os sorvetes da Plaza Ice Cream Parlor são deliciosos, e só de aproximar da loja (na esquina do lado direito, já próxima do Castelo), você vai sentir um aroma tão maravilhoso que fica impossível resistir! MAS ATENÇÃO: não deixe para comprar seu sorvetinho na hora da parada da tarde, porque, as filas ficam imensas, você perde um tempão lá e periga perder seu lugarzinho para ver o desfile!
Bem em frente à sorveteria, fica o Casey´s Corner, conhecido como melhor cachorro quente da Disney!
.

Aqui na Main Street é onde começa a Festival of Fantasy Parade  a “parada”, um desfile de personagens onde as crianças piram! Você pode ver o trajeto do desfile pelo pontilhado no mapa do parque e escolher de onde quer assistir. Daí é só escolher seu lugar com uns 30 minutos de antecedência, tem gente que já senta 1h antes, em dias lotados, final de ano, é o tempo ideal, e ficar esperando!

foto: Disney Memory Maker

foto: Disney Memory Maker

foto: Disney Memory Maker

 

Bom, claro que você não vai conseguir passar batida pelo Castelo, ao final na Mais Street! Chegando no Castelo, pode parar, tirar uma fotinho, e depois prosseguir! (dica:se vc fizer questão de uma foto mais “vazia” faça isso naqueles 15 minutos de entrada! Pra mim não valia a pena!)

foto clássica em frente ao Castelo da Cinderella

Ok, chegamos até aqui, e agora? Pra onde ir?

O Magic Kingdom é dividido em 5 áreas (além da região da Mais Street), que são chamadas de “lands”. Vamos falar das atrações de cada uma delas adiante, mas agora, quero falar sobre como decidir por onde começar?

Olha, já encontrei sites especializados em Disney dizendo para começar pela esquerda, sentido horário, (você de frente para o Castelo), com a justificativa de que todo mundo vai começar pela direita ( sentido anti-horário)e isso fará você pegar menos fluxo logo pela manhã. MAS já vi outros sites dizendo pra fazer exatamente o contrário, com a mesma justificativa: hoje todo mundo faz o sentido contrario, e esse que seria o mais cheio acaba ficando vazio! Então sinceramente, minha maneira de escolher qual lado foi qual estava mais próxima da LAND que eu queria ir primeiro, no caso, a FANTASYLAND. ( porque tem bastante atração pro Enrico por lá!)
Sendo assim, escolhi começar pela minha direita, então vou falar das lands abaixe seguindo meu itinerário.

mapa do Magic Kingdom que você encontra em português na entrada

TOMORROWLAND

Nós começamos a Tomorrowland indo direto para a atração do Buzz Lightyear, por motivos de “CATY” – Crianças Apaixonadas por Toy Story rs; mas além disso, era a única atração da área que o Enrico poderia ir, e eu não queria que ele ficasse de fora já na primeira atração!

Essa Buzz Lightyear´s Space Ranger Spin é uma atração onde a gente senta num carrinho que vai andando por um cenário e disparando lasers para derrotar o Zurg. É bobinho mas as crianças adoram e, os adultos adora checar no final quem ganhou maior pontuação!rs
Essa é uma atração sempre bem lotada, mas logo de manhã dá pra ir numa boa.

Papai e Enrico na atração do Buzz…quem parece estar aproveitando mais? Foto: Memory Maker

Nesse dia o Stich´s Great Scape! estava fechado ( ele tem aberto esporadicamente e os boatos é de que fechará por definitivo) e costumava ser uma das atrações que a gente mais gostava. Enrico não entraria agora (precisa de 102cm) mas Pedro foi várias vezes das outras vezes que viemos. É um teatro escuro e redondo, e a gente participa de uma “esperiencia” com um Stich maligno… Quando começou era sensacional, cadeira que mexe, água, sustos…

Pulamos o Moster´s Inc.Laugh Floor dessa vez porque já fomos antes e, é um show de comédia, totalmente em Inglês, com participação do publico. É engraçado, mas pra quem não fala inglês não vale a pena.

Walt Disney´s Carrossel of Progress é daquelas atrações que todo mundo coloca nos sites: vá para dormir!rs Eu fui 2 vezes em outras viagens. A primeira para conhecer. A outra para descansar!rs Nessa atração você senta numa espécie de auditório que gira lentamente, e você viaja pelo século 20 para ver como a tecnologia mudou nosso modo de vida. É imperdível? Não, não é. Mas é Disney né gente. A atenção que eles dão aos detalhes…É sempre tudo tão perfeito… É tudo falado em inglês, mas se você não fala, você consegue pegar o sentido da coisa apenas de ver. Meu marido foi 2 vezes e dormiu nas 2.rs Dessa vez nós pulamos.

**Bem do lado dessa atração fica o Buzz para tirar foto! É uma área aberta e quando fomos pra fila, começou a chover e preferi sair, já que no Hollywood também tem o Buzz**

A atração Tomorrowland Transit Authority é um trenzinho futurista sem emissão de gás carbônico que anda por toda a land e ainda passa dentro de outras atrações.Deixamos para fazer no segundo dia. Assim como o Tomorrowland Speedway, (81 cm) onde você dirige um carrinho “de verdade” (você sai cheirando combustível..rs) Foi só o Pedro e o papai dessa vez!

Pedro curtindo dirigir na atração Tomorrowland Speedway – foto: Click Park Orlando

A Astro Orbiter uma espaçonave no estilo Dumbo e outros para os pequenos estava fechada no primeiro dia por causa do tempo, então passamos batido e não voltamos. Mas já fui com o Pedro. A Disney está cheia desse mesmo brinquedo, apenas muda a temática. Falamos “estilo dumbo” porque é o mais conhecido, mas se você não conhece é assim: entra num carrinho 9 a crianças sempre acompanhada) que fica girando em torno de um eixo e você vai movimentando pra subir, descer… muito comum em parques de diversão!

Bom, então nesse dia, saímos da atração do Buzz e fomos direto para a Space Mountain(112cm) uma Montanha Russa no escuro de alta velocidade. Ela tem Rider Switch.

Dica de alimentação nessa área: no Cosmic Ray´s Starlight Café dizem que o hambúrguer é bom, mas você também encontra um prato com frango assado+purê de batata +vegetais, para fugir um pouco da porcaria.

Como eu disse antes, essa foi a parte 1 do post sobre o MAGIC KINGDOM!

Clique aqui para seguir para o segundo post, onde falo sobre as outras lands !

Print Friendly, PDF & Email

Larissa Paganini

Larissa Paganini, mãe do Pedro (7 anos) e do Enrico (1 ano). Formada em Hotelaria, e Pós Graduada em Eventos, descobriu o melhor da vida: cuidar dos seus filhotes. Apaixonada por culinária,chocolate e cheiro de filho!

Sem comentários para "Disney com Crianças - Magic Kingdom - Parte 1"

    Clique para Comentar!